DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO



Espaço Ó

Desenvolvimento comunitário e territorial  
Espaço de activação comunitária

O conceito de desenvolvimento comunitário, bem como a compreensão do espaço de desenvolvimento dos territórios como forma de potenciamento e empowerment territorial, transparece uma forma de redimensionamento económico e reposicionamento contemporâneo do espaço de desenvolvimento geo-estratégico.
O desenvolvimento comunitário tem por missão impulsionar processos de desenvolvimento local através da capacitação, do fomento do desenvolvimento produtivo e da concertação participativa dos actores locais, levando a comunidade a recentrar-se em relação a si mesma e aos seus potenciais, desabrochando para novas possibilidades.
Com a tendência de globalização que ameaça as características endógenas e únicas de cada território, promovendo a transformação do(s) espaço(s) em generalizações com pouco espaço de crescimento social e/ou económico de relevância, torna-se urgente ter atenção às características diferenciadoras e glocais de cada dimensão territorial. A estrutura de um território pode potenciar o seu crescimento na promoção do desenvolvimento das pessoas e do seu conhecimento.
O processo de construção e afirmação de desenvolvimento social e comunitário é, em todos os casos, longo e transversal com a compreensão do território e da(s) pessoa(s). Assim é necessário, em primeiro lugar, um conhecimento específico e profundo das particularidades territoriais (tanto ao nível do património material como imaterial) e, por outro uma fértil disponibilidade para o desenvolvimento colaborativo de processos de trabalho e implementações conceptuais de formas que se podem afirmar no contexto do território de Óbidos.
O espaço Ó, ou espaço de activação comunitária, pretende cumprir a função de proliferação de meios, conceitos e regeneração do espaço rural e da(s) possibilidade(s) das pessoas transitarem entre situações de dificuldade económica/social/financeira para situações de maior estabilidade e sustentabilidade, mas cumpre também um objectivo de desenvolvimento socio-cultural identitário. Assim, pretende-se que o Espaço Ó venha a cumprir, entre outros, os seguintes objetivos:
  • Promoção do empreendedorismo social, ligando o território e os produtos a novas formas de sustentabilidade.
  • Edificação sustentável de conceitos endógenos que possam produzir um efeito de glocalização consistente.
  • Inclusão de indivíduos em situações de alarme social/económico/financeiro num contexto de emancipação pelo empreendedorismo.
  • Criação de ferramentas para o desenvolvimento (inter)-pessoal no(s) território(s).
  • Valorização dos produtos endógenos e do seu potencial para exportação e criação de emprego e empresas
  • Valorização do trabalho colaborativo como forma de capacitação e implementação de métodos.
  • Identificação do saber fazer: Exploração e compreensão do território
  • Mapeamento: Criação de um mapa de conhecimento e estruturação da matéria de trabalho possível para o contexto territorial.
  • Ações de (re)-apropriação identitária.


Print Friendly and PDF